Noviços fazem retiro quaresmal

Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer (São João 15,5).

Durante o último sábado, 20 de março, os noviços do IMSS fizeram a experiência de retirar-se de suas atividades cotidianas para vivenciar um dia de espiritualidade conduzido pelo Pe. Frei Junio Ferreira,MsS. Com base em João, 15 se colocaram diante da videira verdadeira, que é o próprio Jesus Cristo, para se encontrarem como ramo desta mesma videira, chamados a permanecerem unidos a ela e dar frutos.

“Como uma árvore precisa ser podada para crescer bem e dar seus frutos, assim compreendi que Deus me faz ser uma dessas árvores, necessitada do seus cuidados para poder seguir adiante na minha caminhada. Entendo que Ele, sabendo o que é melhor para mim, realiza as podas e cortes necessários na minha vida, e mesmo eu sabendo que isso pode vir a gerar dor e sofrimento, sei que é preciso passar pelo sofrimento para alcançar os objetivos e as graças que Ele tem para minha vida” Frei Michael.

“Foi meditando esse texto de São João que nós, noviços, nos colocamos em um profundo dia de subida ao monte para entrarmos em diálogo com Deus. Bem como nosso pregador falou “esse retiro é um momento ideal para que olhem para dentro de vocês e vejam se estão ou não produzindo frutos e se são frutos bons ou frutos maus” ele ainda reiterou “o que estão precisando para que se tornem uma árvore ainda mais frutífera, quais as podas que precisam ser feitas pelo Agricultor (Deus) para que sejam um bom ramo e um ramo que deem frutos que permaneçam?”. Diante disso, nos colocamos em oração como o próprio Senhor fazia quando  necessitava retirar-se do barulho do mundo para meditar (Cf. Mt 14,23). Foi uma experiência fantástica e se torna ainda mais quando Deus nos mostra os caminhos que precisam ser tomados, os passos a serem dados diante de tanto que o mundo oferece, e nos diz ainda, que estamos no caminho certo, mas, que precisam ter podas em nós para que nos tornemos um belo ramo. Voltamos para casa com uma certeza, “Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto” Frei Rógilis.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *